Historias e Novidades

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Um pedaço SO sobre mim!!

Livros favoritos: Um fio de esperança-Meu pai e um homen passaro.
Filmes favoritos: The nightmair before christmas.
Princesas favoritas: Tiana(Princesa e o sapo)Rapunzel
Canal de TV favorito: Nickelodeon (Nick)
Bffs NAO esta em ordem! Bia,MJ,Zoé,Mae,Julia.K.,Julia.R.,Anice,Teca,Lele,Lau,Luiza.G.,Zoë,Maria.P.,Luisa.P.,Bianca.K.,
Iara,Paulinha,Ana Luiza,Ines,Camila.Boina,Ina, Belinha,Vali,Julia.M.Isabel(irmã)
Cores favoritas: Rosa,Laranja,Lilas,Azul Royal,Verde,Vermelho,Dourado.
Niver: 28/05
Comidas favoritas: Sushi,Bobô de camarão,Macarrão(Nhoque),Arroz feijao e ovo mexidos Momofuko.
Doces favoritos: Chocolate,Brownie(da mamãe hahaha),Petit Gateu,Cup Cake(Magnolia),Brigadeiro Bolo.
Dias das semanas favoritos: Sabado,Sexta,Quinta.
Lojas favoritas: GAP,Bompoint,Petit Bateu,Daslu,Juicy Culture,Abercrombie,Spezzato.
Parabens! Você acabou de me conhecer melhor virtualmente!!!!!!

sábado, 11 de dezembro de 2010

NYC LA

Oi leitores do meu blog, eu so queria falar que talves demore para eu adicionar novas postagens no meu blog... Estou i ndo para NYC e LA e la e dificil pegar internet... Pelo menos em NYC n sei se em LA vai ter... Bom mesmo assim so queria dechar voces emformados!! Volto no começo de fevereiro nao sei extamente o dia mas quando voltar coloco muuuitas fotos novas!! Obrigada,
Maria dona do site!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Boring....

Oi Gente aqui estou eu! Fazendo absolutamente nada! Estou completamente Bored... Voces leitores ja se sentirao assim como estou me sentindo agora? Espero que nao e uma sensaçao Horripilante! ODIO!

Beijoos e Abraços Mariaa!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Zombie!

Aqui esta eu e meu irmao normal!
Aqui estou eu e meu irmao zombieeee 
Gente! Olha so isso!!!!!

Zombie!

HOje vou me vestir de zombie!!! Em breve coloco foootos!!!!!!




Beijoos,
Maria

sábado, 30 de outubro de 2010

Você escolhe!

Gente, atenção! Qual é melhor? Dunkin Donuts ou Starbucks? Coloquem um comentário para qual você prefere. Apenas falando o nome de qual é melhor para você! VOTEM!

Obrigada!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Maria e Jenny, sua melhor amiga imaginária

Já era tarde, estava em Nova York com meu irmão num parque em frente à minha casa. Não tinha ninguém com quem conversar ou até brincar. Estava sozinha. Queria que alguém surgisse de repente e se tornasse minha melhor amiga! Tive um ótima ideia quando estava no balanço. Pulei e... Puff!!! Foi quando surgiu minha primeira amiga imaginária! Eu tinha 3 anos quando a inventei. Comecei a conversar, dar a mão, brincar em todos os brinquedos! Foi uma das melhores tardes num parque da minha vida! Não tinha uma imaginação tão boa para nomes, então, naquele momento, eu a chamei de "amiga". Um belo dia, acordei e fui passear com meu irmão. Na vitrine de uma loja, vi um poster com a cara de uma mulher falando em inglês: sei lá o que, sei lá o que e bem embaixo estava escrito: Jenny. E pensei: Prooonto! Isso! Esse vai ser o nome da minha amiga: Jenny! Tiraram o poster da vitrine há muito tempo, mas sempre que passo pela esquina onde fica a loja me lembro da Jenny! Os anos se passaram e eu comecei a inventar uma casa, um mundo só para ela e para todos os meus amigos imaginários. Em todo o lugar que vou dormir, embaixo da cama tem uma porta mágica com uma chave mágica que dá para eu abrir! No meu mundo imaginário, viviam a Jenny 2 (a Jenny do mal que fazia mal a todos) e a Nicole, a melhor amiga da Jenny! Fui inventando taantos nomes que nem me lembro mais! Quando estou na sala de aula muito entediada, sem poder conversar com ninguém, ligo para a Jenny ou para outras pessoas imaginárias pelo meu "cel cabeça"! Eu ligo para ela e começo a falar tudo através da minha cabeça. Então, eu dei o nome do meu celular imaginário de "cel cabeça"! Depois, comecei a inventar a família da Jenny: o pai se chamava José (eu disse que não sou boa para escolher nomes, especialmente para homens... agora já não posso mais mudar!) A mãe se chamava Melissa, a irmã mais velha, Marina, e o filho mais velho se chamava Drake. A irmã um pouco mais nova, Sofia, e a bebezinha se chamava Vanessa. E a Jenny, claro. E o nascimento da Vanessa foi lá no mesmo parque que a Jenny nasceu!!! A Jenny faz aniversário no mesmo dia do meu irmão, 14 de Dezembro! Ela, obviamente, não nasceu nesse dia porque não tenho a mínima ideia de que dia eu a inventei!!! Hahhahahahah! E assim foi que uma história que começou tão pequena, se tornou gigante!
                                                                FIM

Mal posso esperar!

Gente eu vou para Londres passar 2 semanas mais so ano que vem em julho ou em junho nao sei! Mas eu vou levar minha camera e vou tirar muuuitas fotos. E em breve vou postar tuuudo aqui!

Beijoos, Maria

P.S MAL POSSO ESPERAR

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Poema de amigas


You are the ice to my cream
You are the cocoa to my puffs
You are the M to my M&Ms
You are the help to my mend
But mostly....
You are the best to my friend!

EU ESTOU PONDO ISSO PARA DEDICAR PARA TODAS AS MINHA BFFS!!!!!!! E ESPECIAL MENTE PARA UMA MENINA CHAMADA MARIA JULIA!!!!!!!!!! FOI ELA QUE ME MANDOU ESSES POEMA LINDO!

domingo, 17 de outubro de 2010

Ele nao acreditou os seus olhos!

Gostaram?????????????????? Hahahaha....
Na historia: O sapo Bob tem uma parte que fala, Ele nao acreditou os seus olhos... Quando ele chegou a cidade. Aqui esta uma foto perfeita para essa parte hahahaha:

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A Menina Apaixonada por livros

Era uma vez uma menina chamada Jitzu. Ela morava no Japão! Ela adorava ler livros. Lia todos os livros possíveis, como Shakespeare, Harry Potter, etc... Mas ela gostava de livros grandes cheios de aventuras, de histórias de verdade! A mãe dela já não estava mais com ela. A moça teve um acidente de carro quando estava indo para casa. Então, Jitzu morava com o seu pai Shiguiaktz. O pai era muito ocupado. Então, toda vez que Jitzu queria fazer algo especial com ele, ele sempre falava:
- Agora não, estou ocupado.
E ela não podia fazer nada porque o pai dela não só era muito ocupado como era o rei do Japão. Então Jitzu não tinha amigos porque Jitzu tinha aulas particulares em seu palácio. Enquanto seu pai fazia os trabalhos reais ela continuava lendo os seus livros. Se deixassem, Jitzu lia 4 ou até 5 livros por dia. Jitzu não era como outras crianças que só pensam em video game, ir ao computador e ficar no telefone o dia todo. Ela gostava de ouvir músicas calmas no jardim enquanto lia seus livros. O pai dela gostava muito do jeito de ser da Jitzu. Ele tinha muito orgulho dela. Mas não tinha tempo de falar ou demonstrar de tanto trabalho! Não tinha nem tempo para acenar para Jitzu. Então ela era muito solitária. Como vocês leitores podem 'ver', ela nem tinha seu próprio pai do lado dela para apoiar quando ela estivesse triste ou quando tivesse medo...mas ela já estava acostumada com a sua solidão... O único sonho de Jitzu era ter uma pessoa para conversar e falar sobre seus sentimentos. Mas não dava para ela ir à escola porque não tinha ninguém para levar ela ou buscar. Mas Jitzu não era esse tipo de criança mimada. Apesar de ela ser muito rica, já estava muito satisfeita com tudo que tinha, todos os brinquedos feitos à mão e todos os livros que o pai dela encomendava para o palácio. No dia 17 de abril, aniversário de Jitzu, o pai dela arrumou um tempinho livre para fazer algumas coisas juntos. Jitzu nunca tinha ficado tão animada como quando ela ouviu a notícia! Mas no exato momento que Jitzu e seu pai saíram no palácio, um monte de paparazzis apareceram querendo tirar muitas fotos. No mesmo minuto que saíram de casa, tiveram que voltar de novo porque se não eles não iam ter um minuto só para eles... O pai ficou muito frustrado com o que aconteceu. Ele olhou com uma cara muito triste para Jitzu e lhe deu um abraço. Caiu uma lágrima de decepção do olho de Jitzu. Mas limpou rapidamente para que o pai não visse que ela estava triste porque ela não queria ver o pai daquele jeito e ela sussurrou no ouvido dele bem baixinho:
- Papai, não tem problema! Eu te amo.
E ele sussurrou de volta:
- Me desculpa.
Ficou tudo em silêncio por alguns segundos e depois falou:
- Eu te amo também Jitzu, muito!
Jitzu apertou o pai o mais forte que podia. E daí ouviu uma voz bem calma:
- Bom, vamos ao trabalho!
Mas o pai de Jitzu não ia continuar coisa nenhuma. Ele ia pedir demissão para ter uma vida melhor com a sua filha. E sua filha poder ir para escola e ter amigos, etc...
Logo a seguir, o pai viu sua filha embaixo de uma árvore no quintal quase fechando os olhos e correu e pegou a menina num susto e falou:
- VAMOS! VAMOS! Ele falou com alegria.
- Vamos nos mudar!!!!! Vamos ter uma vida normal sem todos esses trabalhos reais! Assim você pode ter amigos e ir para a escola. O que você acha?
Tudo ficou em silêncio. Então, Jitzu falou:
- YAHOOOOOOO! É isso que eu sempre quis fazer. Vamos!
O pai teve muita sorte, comprou uma casa bem grande perto da escola onde Jitzu ia estudar. Passou um mês e Jitzu ficou rica de amor, amizade, esperança e não estava mais sozinha. E o melhor de tudo: ela tinha o amor do seu pai!!!!
                                        
Fiz essa história para minha avó que fez 76 anos. FELIZ ANIVERSÁRIO VOVÓ!


                                                   FIM!

O Sapo Bob

Era uma vez, um sapo que se chamava Bob Sapalódio. Ele era muito solitário... O único amigo de Bob, bom... "amiga", era a mãe dele que tratava ele muito mal. Bob era um sapo que morava muito distante da cidade. Ele tinha uma casinha minúscula em cima de uma montanha. Todo dia, a mãe de Bob, dona Sapalódio (ela não gostava que a chamassem pelo seu primeiro nome), ia para a cidade para o trabalho que era fazer bijuterias para sapos modernos com o seu "aviãozinho", o Pássaro Chaves. 
A mãe do Bob nunca o deixava sair de casa para jogar futebol como os outros sapos sempre faziam. Praticamente, ele nunca respirava o ar puro...  Isso com certeza era uma coisa que ele sempre quis fazer, respirar o ar puro! Um dia muito chuvoso, pelo jeito o dia mais chuvoso do ano, a mãe de Bob deixou ele sair de casa. Ele falou:
- Mas! Eu não tou acreditando! Ahhhh! Você fuhbcygfygfagfda fala para eu sair de casa bem no dia mais chuvoso do ano?!?! A mãe respondeu:
- Que foi? Como assim? Nem tá chovendo! A mãe abriu a cortina um pouquinho para ver o tempo. Estava chovendo taaanto que quase quebrou a janela! Ela falou:
- Ou... eu e... eu e... hammm... fica para uma próxima, tá? 
- É, é eu sei... sabia que você ia falar isso. É sempre assim!
O sapo saiu super bravo batendo o pé o mais forte possível e falando:
- Eu não acredito, eu não acrediiito! Onde ela está com a cabeça?! Repitindo e repitindo até bater a porta do quarto. 
A mãe falou:
- Aiiii!!! Sapos são sempre assim, malcriados. E depois ela se pôs a rir...
O Bob já não aguentava mais. Fez as malas e se foi... Ele tentou ir para a cidade indo para qualquer esquina que via pela frente. Virava para cá para lá e continuou assim até que... chegou na cidade. Ele não acreditava nos seus olhos. Achava que estava sonhando! Tantas pessoas andando pela rua e correndo, sapos e sapas brincando! Ele amou! Resolveu montar uma casinha e morar lá. Bob montou a casa no lugar certo! Estava cheio de amigos legais e gentis! Ele até conheceu uma sapinha bem bonitinha! Ela se chamava Lilika. A mãe nem veio procurar o Bob e depois de um tempo foi como se ele sempre tivesse morado na cidade. Já sabia tuuudo de cor... Todas as ruas e lojas... Ele viveu miiiil vezes melhor sozinho do que com a mãe! Ele respirou o ar puro e pensou:
- Isso sim é que é vida!!

                                                                       FIM!